Pontas

Para quem não sabe, depois de quase 10 anos, voltei a fazer ballet clássico. Aos trancos e barrancos o corpo está se acostumando de novo, a flexibilidade está voltando, a perna está subindo uns centímetros mais…mas é uma pequena batalha. Incrível perceber que os anos que passaram pesam sim, mas que mesmo assim, não está tudo completamente perdido.

Confesso que voltei puramente por hobby, mas acabei desavisadamente entrando em uma turma de meninas avançadas, mas assim, avançadas mesmo. Daquelas que querem fazer da dança uma carreira e que usam as aulas que faço como um complemento para muitas outras que praticam durante a semana. No final das contas, a aula acaba sendo muito mais cobrança do que lazer, mas os benefícios são inegáveis.

E justo na semana que estou em busca de uma sapatilha de ponta nova (estava fazendo aula na meia ponta ainda), me deparo com esse lindo desenho:

PontasVontade instantânea de enquadrar. E também um incentivo a me jogar nesse novo (de novo) desafio de reaprender como é dançar na ponta dos pés.

Via

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *