New York 2 | O New York Pass vale a pena?

Quando comecei a pesquisar sobre a viagem de Nova York, logo surgiu a dúvida: vale a pena comprar um New York Pass? Antes de dar meu veredito a respeito, vamos por partes. Primeiro vou explicar o que é, como comprar, como usar e aí sim encerro com minha opinião. Pode ser?

O QUE É

O New York Pass é um cartão que vale como um passaporte para algumas das principais atrações da cidade. São 80 opções de passeios com ingressos inclusos, algumas com filas exclusivas para quem tem o passe, o que faz com que você ganhe tempo. Além disso, dependendo das atrações que você escolher ir, as entradas com o NYP acabam saindo mais em conta do que se você comprasse cada ingresso individualmente. Mas, para ter certeza que isso vai acontecer é preciso colocar na ponta do lápis cada lugar que você pretende ir e que está incluso no Pass e se terá tempo de fazer tudo mesmo.

PRINCIPAIS ATRAÇÕES

Realmente o passe tem bastante das atrações mais turísticas, pontos que, quem não conhece Nova York ainda, provavelmente vai querer ver. Entre eles estão: barco até a estátua da Liberdade, observatório do Empire State, Top of The Rock, Museu Madame Tussauds, MoMa, etc. Em alguns deles não é tudo que está liberado no passe. Por exemplo: você pode descer na Liberty Island, mas não poderá subir na coroa da estátua, a não ser que já tenha comprado previamente esse ingresso, num site próprio para isso.

Em compensação, existem outros passeios mais diferentes também inclusos como tour a pé pela Broadway, aluguel de bike para o Central Park, passeio noturno de barco em volta da ilha e por aí vai. Tenha em mente que você não conseguirá fazer os 80 passeios nem que compre o passe de 10 dias, pois alguns horários vão conflitar e ainda é preciso se locomover de um local ao outro. Mas, tranquilo, muitas atrações não são primordiais.

Algumas das atrações que visitei com o New York Pass: 1. Estátua da Liberdade; 2. Top of the Rock; 3. Empire State; 4. 9/11 Memorial and Museum; 5. Madame Tussauds.
Algumas das atrações que visitei com o New York Pass: 1. Estátua da Liberdade; 2. Top of the Rock; 3. Empire State; 4. 9/11 Memorial and Museum; 5. Madame Tussauds.

COMO FUNCIONA

O New York Pass é praticamente um cartão pré-pago de chip. Você compra um passe válido para 1, 2, 3, 5, 7 ou 10 dias (quanto mais dias, mais caro o passe, mas também mais atrações você conseguirá visitar) e chegando na atração que for coberta por ele, basta apresentá-lo. O atendente do estabelecimento passa ele por uma máquina e libera sua entrada. Atenção: você só pode entrar uma única vez em cada atração e os dias são seguidos. Exemplo: se comprou o NYP de cinco dias, deve usá-lo por cinco dias consecutivos, senão perderá o dia não usado. Isso é bem importante na hora de montar o roteiro caso o compre, pois as atrações inclusas nele devem estar concentradas nos mesmos dias. Ele começa a valer não do dia que você o pegou, mas sim a partir o momento que você passá-lo na primeira atração.

COMO ADQUIRIR

Através do site do New York Pass (que pode ser acessado em português) você escolhe qual passe quer, de acordo com os dias que tem disponível, se é um passe para adulto ou criança, e se quer com ou sem o ônibus que percorre grande parte dos pontos mais turísticos da cidade, daqueles que você pode descer em qualquer ponto e subir no próximo ônibus para seguir viagem. O ônibus tem um custo extra e nós decidimos não comprá-lo. Feito isso basta efetuar o pagamento com cartão de crédito internacional ou com Pay Pal e pronto. Você receberá a confirmação do pedido em seu e-mail. Esse mesmo e-mail vale como voucher e você deverá imprimi-lo e levar com você na viagem.

Chegando em Nova York, você precisa ir em algum dos endereços listados no e-mail (existem vários bem localizados e fáceis de chegar, mas atenção ao horário de funcionamento de cada um deles), apresentar seu voucher e pegar seu cartão que vem junto com um livrinho com informações sobre as atrações como do que se tratam, onde ficam e os horários em que você pode visitá-las. Essas informações também estão no site e são muito importantes já na hora de você montar seu roteiro. Pronto. Agora é só sair usando.

New York Pass book1

QUAL A DIFERENÇA ENTRE O NEW YORK PASS E O NEW YORK CITY PASS?

Sim, só para confundir mais ainda, existem dois passes, comercializados por empresas distintas. A maior diferença entre eles é a quantidade de atrações. O NYP possui mais de 80 atrações inclusas, enquanto o NYCP possui apenas 6 (Empire State, Museu de História Natural, MET, o Top of the Rock OU o Guggenhein, o cruzeiro pela Estátua da Liberdade e Ellis Island OU um cruzeiro do Circle Line e o Memorial 9/11 OU o Intrepid Sea, Air & Space Museum). Parece que ficou fácil decidir entre os dois? Calma. Por outro lado, o NY City Pass te dá a chance de visitar as atrações com mais calma, pois você tem nove dias para usá-lo e ele tem filas muitas vezes menores pois, em algumas atrações, com o New York Pass você passa por uma fila para apresentar seu cartão e trocá-lo pelo ingresso e aí pegar outra fila para entrar. Com o NY City Pass isso não acontece e você vai direto. Algumas pessoas preferem o segundo, mas nós queríamos ver mais coisas então ficamos com o primeiro mesmo. Lembrando, em nenhum dos dois está incluso o transporte como acontece em Roma, por exemplo, para quem compra o Roma Pass que dá direito ao metrô.

QUANTO CUSTA

Isso depende da quantidade de dias que você vai comprar, se é para adulto ou criança e se você escolherá com ou sem ônibus Hop on/Hop off. Nós compramos o passe de três dias, de adulto, sem o ônibus e pagamos $144,00 cada um (sim, dólares). Quando você começa a pesquisar sobre ele, começa também a receber várias promoções por e-mail, como: essa semana 15% de desconto ou compre o passe de 5 dias com o preço do de 3 dias e por aí vai. Fique atento a essas promos.

VALEU A PENA?

Finalmente a pergunta de 1 milhão de dólares. Antes de fazer as contas na ponto do lápis eu diria que pela praticidade valeu a pena sim. Cortamos algumas filas, não tivemos que ficar lidando com dinheiro na porta das atrações e acabamos fazendo coisas que não faríamos se não estivessem inclusas como, por exemplo, o cruzeiro noturno em volta de Manhattan.

Confesso que, na pressa, me arrisquei e só calculei se pela grana valeu a pena mesmo na volta. E o resultado foi:

 

Essas foram as atrações que fomos que estavam inclusas no NYP e quanto elas custariam se pagas à parte.
Essas foram as atrações que fomos que estavam inclusas no NYP e quanto elas custariam se pagas à parte.

RESULTADO

SIM, valeu a pena! Uhuuu! Eu ainda tinha colocado mais duas atrações no roteiro, mas uma não fizemos pois só lá descobri que era preciso agendar previamente e a outra porque, quando chegamos, já estava sem lugares (era um tour com guia). De qualquer forma, mesmo tendo visitado bem poucas das 80 atrações achei que valeu a pena sim pela praticidade e pela grana também.

Nos próximos posts vou me aprofundar nas atrações e também na melhor maneira de se locomover pela cidade. See ya!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *