Jericoacoara 5 | Praia de Jeri e Pedra Furada

Depois de fazer os dois passeios mais famosos da região, Tatajuba e Lagoas, nós resolvemos tirar um dia para curtir Jeri mesmo. A vila é bem pequena e pode ser todinha percorrida a pé. Então a vantagem de ficar por lá é poder levantar um pouco mais tarde, tomar café e estar na praia poucos minutos após sair da pousada.

 

mapa_ibiscus_jeri 

 

Como não estávamos com guarda-sol nem cadeiras, resolvemos curtir esse dia no My Blue Hotel, antigo Mosquito Blue, que tem espreguiçadeiras embaixo de enormes árvores bem de frente para a praia. Para usá-las basta consumir alguma coisa no restaurante. Porém, o serviço para não hóspedes só começa às 11h, após o fim do café da manhã. Essa foi uma ótima oportunidade para o Bruno, que ama surfar, matar a vontade. Alugamos uma prancha por R$25,00 a hora em uma loja que fica no início da Rua do Forró e ele caiu no mar enquanto eu tomava sol estendida na minha canga. O mar lá não é tão forte para surfar (o melhor lugar é na Praia da Malhada), mas deu para “brincar”. Para quem curtir, o windsurf e o kitesurf são bem populares por conta dos fortes ventos. 

 

IMG_4943
Namorado surfista caindo no mar de Jeri.

 

IMG_4960
E não é que pegou onda?

 

IMG_4450
A praia de Jeri.

 IMG_4946

 

Depois de devolver a prancha aproveitamos que nossas colegas argentinas de buggy do dia anterior haviam aparecido na praia bem ao nosso lado, deixamos as coisas na areia e fomos juntos ficar um pouco mais na água. Mas o sol e o calor começaram a pegar e nós resolvemos seguir para a sombra do hotel.

 

My Blue Hotel, a chance de sombra e água fresca para os turistas.
My Blue Hotel, a chance de sombra e água fresca para os turistas.

 

 

Chegando lá eu vi uma ducha e, como tenho certa alergia do sal do mar, pedi para usá-la. Poder tomar uma ducha de água doce naquele calor, depois de sair do mar e do sol, já valeu o consumo. Além disso, foi muito bom ficar lá na sombra, descansando, comendo, bebendo, conversando e abusando um pouquinho do wi-fi, rs. 

 

Vista delícia...
Vista delícia…

 

... e sombra de árvores.
… e sombra de árvores.

 

No fim da tarde pagamos a conta e fomos para frente do Forró da Dona Amélia de onde todos os dias sai, às 16h20, um senhor carregando um isopor cheio de bebidas (para vender) rumo à Pedra Furada, um dos grandes cartões postais de Jeri. Você pode ir até lá o final de algum dos passeios de buggy ou seguir esse senhor e ir a pé. A caminhada dura uns 40 minutos ida e mais uns 40 volta, mas o cenário é uma delícia e eu achei o passeio bem gostoso. Chegando lá o desafio é não se estressar com os outros turistas que muitas vezes esquecem um pouco a educação em suas cidades natais tudo em nome de tirar foto antes de todos. Ou seja, respire fundo e tenha paciência. As pessoas vão todas entrando nas fotos umas das outras e é muito fácil perder o bom-humor. Enquanto isso aproveite a vista, mas não marque muita bobeira, pois escurece rápido.

 

IMG_5051 IMG_5072 

Nossa colega de buggy Mariana ilustrando minha informação a respeito do desespero das pessoas pra tirar foto.
Nossa colega de buggy Mariana ilustrando minha informação a respeito do desespero das pessoas pra tirar foto.

 

Outra atração básica para o fim de tarde é ver o fim de tarde em cima da Duna do Pôr-do-Sol, que fica à esquerda de quem chega à praia e está de frente para o mar. Nós tentamos quase todos os dias ver o pôr-do-sol, mas sempre nessa hora do dia o céu fechava. Ainda sim tiramos fotos, para não dizer que não falamos das flores ou, no caso, do céu de fim de mundo que fez no dia em que tiramos essas fotos. 

 

A Duna do Pôr-do-Sol vista da praia de Jeri.
A Duna do Pôr-do-Sol vista da praia de Jeri.

 

Do alto da duna.
Do alto da duna.

 

Na areia, dia. No céu, noite.
Na areia, dia. No céu, noite.

 

 

Além disso, outra coisa muito gostosa para fazer é simplesmente explorar a vila, andando por todas as ruas, vendo os artesanatos, passando pela pracinha e, claro, provando alguns dos vários restaurantes gotosos do lugar. E é sobre isso que eu falarei no próximo post.

 

Os automóveis só chegam até esse ponto.
Os automóveis só chegam até esse ponto.

 

Rua Principal que, como todas, tem o chão de areia.
Rua Principal que, como todas, tem o chão de areia.

 

A praça principal de Jeri.
A praça principal de Jeri.

 

Moral do post de hoje: separe um dia de sua viagem para ficar em Jeri mesmo. Vale muito a pena. 

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *