Maneiras lindas de expor suas fotos

Praticamente pode-se dizer que este é um post sob encomenda. Não de uma marca ou produto, mas de uma amiga. Tava ali conversando com a Alanie Buoso e ela disse: “tô com um montão de foto impressa. Se tiver dicas de como usá-las…” Plim, bom assunto para post. Já que não é todo dia que a pauta cai assim no seu colo, bora ver umas referências legais?

 

Ok, não é todo mundo que tem uma porta com detalhes de vidro dando sopa assim, mas, vai que…

fotos na decoração 1

 

 

 

 

Bom, você pode não ter uma porta para pendurar na parede. Mas sua casa deve ter alguma porta, né? 

fotos na decoração 2

 

 

 

 

Criar uma cúpula com fotos deve dar trabalho. Mas já vem com um certo efeito especial incluso, especialmente se a foto for impressa em um papel meio translúcido. 

fotos na decoração 3

 

 

 

 

Essas moldutinhas brancas todas iguais ficaram lindas! Acho que também funciona legal para foto retangular.

fotos na decoração 4

 

 

 

Ou você pode pensar grande, explodir seu budget e deixar sua sala maravilhosa com essa mega moldura que reúne todas as fotos em um quadro só.

fotos na decoração 5

 

 

Ou você pode repartir a ideia acima.

fotos na decoração 6

 

 

Um canto tem todo o potencial para virar um mural de fotos que é barato, simples, bonito e puro amor.

fotos na decoração 7

 

 

Eu sofro de falta de cantos, confesso. Mas uma coluna (ou pedacinho de parede) e um tantão de coordenação para dividir o espaço bonitinho assim podem ser outra alternativa Boa Bonita Barata

fotos na decoração 8

 

 

Penduradas ficam lindas. Esses pedacinhos de madeira podem ser substituídos por rolhas de vinho.

fotos na decoração 9

 

 

 

Ou então penduradas num varalzinho rústico mesmo, potencializado pela caixa preta que o envolve. 

fotos na decoração 10

 

 

Um jeito barato e moderno é fazer uma arte com corda e ganchos. Esse achei lindo demais!

fotos na decoração 11

 

 

 

 

Mas se você tem muita, mas muita, mas muita foto mesmo, sua solução é assumir logo uma parede toda e ser feliz. 

fotos na decoração 12

 

 

É tanta ideia que deu até vontade de sair tirando foto!

 

Links das imagens aqui:

Na porta | No batente | No abajur | Nas moldurinhas | Na moldurona |  Três quadros | No canto | Na coluna | Na madeira e fio | No varal | Na corda | Na parede toda

Continue Reading

O outono no mundo

Ok, é apenas no hemisfério sul que hoje começa a estação mais charmosa do ano. Mesmo assim, apenas para inspirar, achei legal dar um volta ao mundo, de outono a outono, compartilhando como ficam alguns dos locais mais conhecidos (ou queridos) do mundo, vestidos pelo friozinho e pelas cores de uma das minhas épocas preferidas. 

 

Autumn in Paris

Paris

 

 

Autumn in New york

Nova York

 

Autumn in london

Londres

 

Autumn in Istanbul

Istambul

 

Autumn in Athens

Atenas

 

Autumn in Buenos Aires

Buenos Aires

 

Autumn in São Paulo

São Paulo

 

Autumn in rome

Roma

 

Autumn in Stockholm

Estocolmo

 

Autumn in amsterdam

Amsterdam

 

Autumn in Tokyo

Tóquio 

 

E aí, o que deu mais vontade? De puxar uma cobertinha ou de sair viajando, perseguindo esses outonos? Acho que o segundo, né?

Continue Reading

Fazendo as pazes com o verão

Como boa moradora de São Paulo que sou eu nunca fui muito amiga do verão. Pelo menos não depois que “adultenci”. Quando a gente vira gente grande, verão não significa mais férias necessariamente e, muito pelo contrário, pode e muito provavelmente significa trabalhar. E trabalhar significa usar roupas “adequadas”. E roupas adequadas significam calor, muito calor.

 

O verão na adultolândia também pode ser sinônimo de ar condicionado congelante (ô vontade de me refrescar com a brisa do mar) e no meu caso específico o ar condicionado virou sinônimo de uma bela gripe, muita dor de garganta e uma saudade não só da minha saúde mas, também, do inverno!

 

Foi num desses momentos de calor sufocante + tosse pedante que parei para pensar: poxa, mas o verão pode ser tão bom! A gente espera tanto por ele, cadê a parte boa? E foi aí que resolvi buscar umas imagens inspiradoras de verão e fazer as pazes com essa estação que, ame ou odeie, é a mais iluminada de todas.

summer 1

summer 2

summer 3

summer4

O mais engraçado é que, quando eu fui buscar essas imagens no Pinterest (os links estão nas próprias fotos), eu vi várias mensagens de “vem logo verão”, postadas por pessoas que estão em pleno inverno em algum país do hemisfério norte. E aí mais uma vez eu me toquei: tenho mesmo é que olhar em volta e ver o brilho da estação. E também preciso ir para a praia urgentemente.

Continue Reading

Dançarinos entre nós

Já tinha postado aqui algumas imagens de um ensaio que fotografou bailarinos posando nas ruas de Nova York e até achei que fosse trabalho de Dane Shitagi quando cruzei com esse livro:

dancersamongus

 

Mas não. Apesar da mesma proposta, este livro é de Jordan Matter. Seja como for, ele reúne diversas fotos de dançarinos em meio a diversas situações cotidianas. O que eu mais gosto é do título, Dancers Among Us ou Dançarinos entre Nós. Me dá a impressão que dançarinos são pessoas especiais, que se misturam entre nós, mas que escondem um poder único. E no fundo não é isso mesmo? Você vê uma pessoa andando na rua do seu lado e não imagina que ela pode fazer. Isso serve para dança, canto, pintura, matemática ou qualquer outra coisa que alguém possa fazer muito bem sem você sequer desconfiar.

 

Mas claro que, por ser bailarina também, sinto um carinho especial por um título que coloque os dançarinos como seres tão únicos.

 

E as fotos são lindas e inusitadas demais!

 

Dancers_Among_Us_Sun_Chong_Washington_DC Dancers-Among-Us-at-Half_Moon_Bay-Brendan-Barthel Dancers-Among-Us-in-Harlem-Michael-McBride Dancers-Among-Us-on-Madison-Avenue-Arianna-Bickle

 

Tô querendo muito!

Continue Reading

Wishlist USA: expectativa x realidade

Passou rápido! Já estou de volta ao Brasil cheia de saudades das férias, mas também muito satisfeita por ter feito um monte de coisa legal e ter conseguido trazer quase tudo que eu queria. Lembram-se da minha lista de desejos dos Estados Unidos? Pois é, olha só o que veio, o que foi adaptado e o que não rolou trazer (spoiler: nada! Uhuu!):

É, não teve jeito…o iPhone 5 até estava exposto na loja da Apple no Millenia Mall de Orlando: lindo, leve…me apaixaonei. Mas, estava esgotado e o vendedor falou que, ao contrário do que eu li, nem pelo Full Price ele estava desbloqueado. Se é papo de vendedor ou não eu não sei, mas não importa já que ou seu saía com o modelo mais antigo de lá, ou saía de mãos abanando. Isso porque na última hora eu desisti de pegar um Galaxy SIII caso não achasse o iPhone 5. Não tem jeito, acho ele grande demais e não muito bonito…simplesmente acho muito masculino. Então me contentei com um 4S mesmo que, além de ser um pouco mais barato do que eu achava que ia gastar, é beeeem melhor que meu celular atual. Ainda preciso trocar meu chip por um micro SIM card, então o celular novo ainda não foi explorado.

 

 

Já a câmera fotográfica não tive a menor dificuldade em achar. A primeira Best Buy que visitei em Miami já tinha a Canon T3 que eu queria, que na realidade custava U$499,00. Mas contratei um serviço da loja que me dá uma garantia de um ano (pois a garantia de Canons compradas nos EUA só vale em território americano e canadense) e acabei ganhando um desconto na câmera. Além disso também comprei um cartão de memória de 16GB e uma bolsa para a câmera e a brincadeira acabou ficando em U$620,55. Quase levei uma outra lente, melhor que a basicona que vem com a T3, mas o budget não permitiu, mesmo com o belo desconto que o vendedor me ofereceu. Fazer o que, né? Achei melhor primeiro aprender a mexer na câmera, para depois investir ainda mais nela.

 

 

 

Essa não teve erro. Fui na Bed, Bath and Beyond do Sawgrass Mills (um outlet que fica entre Miami e Orlando) e achei a máquina facinho, pelo exato preço que eu havia visto no site.

 

 

Já a máquina de Waffle não tinha a da Babycakes na Bed, Bath and Beyond do Sawgrass Mills. Pensei em passar em alguma BBB em Orlando, mas logo percebi que não teria tempo para isso. Assim, acabei encontrando no Walmart uma máquina da Homemade,  marca que meu irmão e minha cunhada dizem ter ouvido falar que é boa. Ela faz os waffles em sticks como a da Babycakes e por isso fiquei com ela. Só que a minha não é exatamente igual a da foto. Essa da foto é da Bela, outra marca da Sensio, que é a mesma que fabricou a maquininha que eu trouxe. A minha, ao invés de roxa é verde azulada e no fim achei até mais bonita que a laranja da Babycakes. Sem contar mais barata. ;)

 

 

Ok, a carteira da foto não é exatamente com a carteira que eu comprei na T.J. Maxx…mas é parecida. Ele é bem tem mais ou menos essa divisão da foto que eu achei de um outro modelo do Kenneth Cole Reaction, mas é mais bonita, com linhas mais retas. E o preço…que maravilha!

 

 

 

Logo na primeira loja de óculos que encontrei no Sawgrass Mills, vi o modelo de Ray Ban que eu queria por U$ 109,00, ou seja,  mais de U$40,00 abaixo do que eu havia pesquisado. Cheguei até a desconfiar, mas de fato os óculos são originais e mais baratos que nos outros três lugares que eu havia pesquisado. O nome do lugar mágico? Sunglass Oasis…a loja fica na parte externa do outlet (chamada justamente de Oasis). Fui super bem atendida e saí feliz da vida de encontrar meu tão sonhado Ray Ban por um preço bem melhor do que achava que ia pagar!

 

 

 

Esse também foi facinho achar na Best Buy pelo mesmo preço que havia visto na internet. Ele já vem com esse jogo chamado Adventures e eu comprei também o Dance Central 3. Fui na cara de pau e simplesmente pedi o jogo de dança mais barato que eles tinham. Custou U$19,90. Mais pra frente invisto em novos jogos. Já liguei o bichinho para testar e ele parece incrível. Fiquei feliz de ter decidido trazer!

 

Bom, o último item da lista, as roupas, eu também comprei, mas é impossível postar uma por uma. No geral comprei muitas blusinhas e blusas meia estação e três calças jeans. Comprei também tênis e, claro, lembrancinhas dos parques que são muito irresistíveis. Mais para frente pretendo postar algumas delas.

 

Nesse momento, sou uma pessoa falida, mas uma pessoa feliz. A diferença de preço dos itens dessa lista aqui no Brasil e lá fora faz valer todo o sacrifício para pagar tudo de uma vez. Só para se ter uma ideia, o vídeogame que lá custou U$249,00 aqui custa R$1,300.00. Claro que é preciso lembrar que TUDO que você compra lá tem ainda uma taxa que varia de cidade para cidade. Em Miami era 7% e em Orlando era 6,5%. E quando digo tudo, é tudo mesmo! Até no cachorro quente da lanchonete x, esse valor é cobrado então é preciso ter isso em mente. Mas, mesmo assim as coisas valem muito a pena.

 

PS: Dessa lista o único item que eu coloquei o valor final, já com o TAX (a famosa taxa), foi o iPhone.

Continue Reading