Amando: The Reformation

Na agência onde estou trabalhando agora temos como cliente um e-commerce de roupas femininas. Durante as pesquisas de referências dessa marca eu descobri meu novo amor em formato de vestimenta: a The Reformation.

À primeira vista já gostei muito das roupas. Muitas tem uns recortes diferentes, muitas costas abertas (que amo) a mesma peça em diversas cores e estampas, o que achei muito legal pois sou daquelas que se gosta de uma peça, quer ter em um milhão de cores diferentes.

The Reformation 8

Tem aqui.

The Reformation 9

Tem aqui.

Mas, ao me aprofundar, vi que a The Reformation vai muito além. Adepta de uma filosofia sustentável, os tecidos de suas peças são de necessariamente três fontes: ou são de peças vintage garimpadas e reconstruídas, ou são de sobra de tecido de fábricas de roupas de outras marcas ou são de um tecido altamente sustentável chamado Tencel.

The Reformation 6

Tem aqui.

The Reformation 7

Tem aqui.

The Reformation 4

Tem aqui.

The Reformation 3

Tem aqui.

Além disso, o escritório da The Reformation, situado em Los Angeles, tem práticas sustentáveis em quase tudo que é possível e lá mesmo as peças são desenhadas, cortadas, costuradas e fotografadas. Assim, a marca garante uma linha de produção consciente, longe de utilizar mão de obra escrava ou qualquer outro método nocivo para a sociedade ou que cause alto impacto ambiental. É tudo tão redondinho que eles mostram até a pegada de CO2 das peças de algumas coleções.

The Reformation 10

E a cereja do bolo são os textos do site, diretos e inteligentes.

The Reformation

O melhor: o e-commerce da The Reformantion tem frete grátis para todo o mundo (!). O pior: por ser americana, é tudo em dólar e longe do meu poder aquisitivo no momento.

Desde que coloquei os olhos no site da marca, ter uma peça deles virou um pequeno objeto de desejo meu. Difícil encontrar no mundo da moda uma marca que leve tão ao pé da letra a sustentabilidade e ainda por cima com roupas tão bonitas. Tô apaixonada!

Continue Reading

Ellus Cavaleiros do Zodíaco

Eu não sabia da existência da Ellus 2nd Floor, irmã mais nova da Ellus, como o próprio site diz. Mas o importante não foi bem a descoberta da marca, mas sim de sua nova coleção licenciada dos Cavaleiros do Zodíaco, a.k.a. o desenho mais importante da minha infância!

 

 

Hyoga de Cisne
Hyoga de Cisne

 

Ikki de Fenix
Ikki de Fenix

 

Seiya de Pegasus
Seiya de Pegasus

 

Shun de And
Shun de Andrômeda

 

Shiryu de Dragão
Shiryu de Dragão

 

Por enquanto foram lançadas apenas camisetas com os Cavaleiros de Bronze, mas existe a promessa de uma coleção com os Cavaleiros de Ouro. Eu quero. Eu quero muito!

 

Via  

 

Continue Reading

Retrô Hair

Há tempos meu chefe vem me chantageando para cortar o cabelo: o pior é que ele não tava errado. De fato minha juba estava comprida demais, com pontas ressecadas e sem o menor corte. Eu acabava enrolando por falta de tempo, até que lembrei de um salão que vi uma vez na Rua Augusta e que fiquei morrendo de vontade de experimentar: o Retrô Hair.

 

Isso porque o lugar é lindo de morrer e só de bater o olho você já tem vontade de entrar. Fui pesquisar mais a respeito e só vi boas recomendações. Tudo pareceu se encaixar, até o horário (do meio dia às 23h) que me possibilitava marcar o corte para depois do trabalho. E o melhor para uma pessoa que odeia falar no telefone: você pode marcar seu tratamento pelo site ou por Facebook.

 

Cada lugar para onde você olha, você descobre uma nova lindeza. Destaque para o carro antigo no meio do salão. Pode morar aqui?
Cada lugar para onde você olha, você descobre uma nova lindeza. Destaque para o carro antigo no meio do salão. Pode morar aqui?

 

Utilizei o site no domingo a noite e na segunda pela manhã já recebi a confirmação do meu horário. Dei uma pesquisada nos profissionais e dando uma fuçada no Facebook de um deles, o Tato Simão, vi que ele tinha feito bastante loiras e achei então que era o cara ideal para mim.

 

Cheguei no salão atrasada (shame on me), mas mesmo assim fui super bem atendida. Durante a espera você fica em um lindo lounge que possui máquina de café, bebedouro e uma geladeira cheia de Itaipava e Guaraná, que você pode pegar a vontade sem ter que pagar nada mais.

 

O Lounge.
O Lounge.

 

Depois de cerca de 15 minutos (que eu desconfio que todo mundo espera justamente para conseguir aproveitar os mimos do lounge) a assistente do Tato, a Gabi, me chamou para lavar meu cabelo. O que era aquela cadeira de lavagem? Muito confortável, sem aquela parte de plástico que faz o pescoço doer. Você se sente em uma poltrona reclinável e mesmo assim não se molha nada. Ao final da lavagem é perguntado se você aceita uma massagem nos ombros e nas costas. Poxa, depois de trabalhar o dia inteiro, tem como não? A massagem é rapidinha mas ótima, realmente você chega na cadeira relaxada e feliz da vida.

O lavador mais confortável da história.
O lavador mais confortável da história.

 

Todas as cadeiras (e olha que são várias) parecem um mini camarim.
Todas as cadeiras (e olha que são várias) parecem um mini camarim.

 

Foi aí que o Tato apareceu, super simpático e sem a megalomania que eu tanto temo em cabelereiros que olham meu cabelão longo. Todos querem sair radicalizando, dizendo que as pontas estão secas demais e que blablabla. Quando vejo, cortaram mais do que eu queria. Mas o Tato é super tranquilo e no papo descobri que ele faz muita loira de cabelo comprido como eu. Acertei em cheio na escolha. Mostrei uma referência já me desculpando e ele disse que dava sim para fazer parecido, mas que não ia cortar tão curto como na foto, pois sabe que quem tem cabelo longo é apegada aos fios. Aleluia! Um stylist que me entende. Mesmo assim fui querendo cortar uns 5 dedos e dar um jeito na franja que havia sido assassinada pela última tesourada.

 

O corte foi bem rápido, assim como a secagem (feita pelo Tato e pela Gabi e já inclusa no preço). No fim, quando me olhei no espelho abri um sorrisão: ficou exatamente como eu queria! O Tato definitivamente ganhou uma nova cliente.

Eu e o Tato: definitivamente meu novo hair stylist.
Eu, meu cabelo novo e Tato: definitivamente meu novo hair stylist.

Moral da história: o salão vale pela experiência, pela decoração e, claro, pelo serviço que presta. Gostei de tudo e com certeza vou passar a cortar lá.

 

O preço (R$50 homem/ R$70 mulher) é salgadinho perto do salão do meu bairro, mas a diferença de qualidade de espaço e atendimento é tão grande que eu realmente achei que valeu cada centavo.

IMG_3690

Me ganhou.

 

Endereço:
Rua Augusta, 902 – Jardim Paulista. São Paulo/SP
Telefone:
11 3100.1680 / 11 3151.5820
Horário de funcionamento:
De terça a sexta das 12h às 23h. Sábado das 10h às 20h.
Continue Reading

Roupa de dança

Resumo rápido da minha vida: eu dancei ballet e jazz dos 6 aos 19 anos e dei aula durante cinco. Parei por conta da faculdade e depois de formada voltei para jazz, mas só consegui fazer um ano por nunca conseguir chegar a tempo na aula. Ou seja, lá se vão 8 anos desde a última vez que calcei sapatilhas e collant. Há algumas semanas descobri uma escola de dança próxima do trabalho e finalmente consegui voltar a dançar com a certeza que vou chegar a tempo das aulas. Logo, estou precisando de novas roupas. Uma pesquisada básica pela internet fez eu me sentir o Capitão América da dança: parece que eu “dormi” por 8 anos e, quando acordei, tudo estava diferente. Sim, especialmente os preços. Na minha época (opa, que frase de velha) um collant mais bacanudo custava em torno dos R$50,00 e isso era caro. Imaginem vocês minha cara quando vi que os collants bonitões de hoje estão na faixa dos R$130,00.

 

Oi? Caí das nuvens. Achei que ia comprar um montão de coisa nova, mas pelo jeito tô vendo que vou ter que escolher a dedo o que eu quero mesmo pois com esses valores definitivamente vou ter que eleger os mais queridos e rapar os superfluos. Mas que tem coisa bonita hoje em dia, tem viu? Tipo isso:

 

0000315_sd890-collant-c-detalhes-em-renda-e-forro-em-cotton-lingerie_300 11107-cc79f99ea09be9db21d812f685dc2ce1

11107-8c296dbc9330dd9ef69f499df3395a04 11107-b399afc2a5b6978591dc9f9690056325 1327687571_1 collant3 redimensionar_lightWindow (1) redimensionar_lightWindow sd906costas-c_pia

 

Todos esses modelos são da Só Dança que, ó, me surpreendeu pois sempre fui team Capézio. O duro é escolher um só que é o que eu preciso e o que rola pagar (alguns desses modelos chegam a R$140,00, oh God!).

 

 Ainda queria calças, blusas, shorts, um tênis de jazz e uma bolsa. Vou falir, sim ou com certeza?

Continue Reading