A Mesa Como Ela É: Débora

Jornalista, viajadeira (por prazer e a trabalho), apaixonada por música, melhor amiga. Tô adorando ver que as meninas estão caprichando para mostrar suas mesas. Hoje é a vez da Débora.

 

Ela fez tão direitinho a lição de casa que eu nem tenho muito o que escrever. É a própria Dé quem vai apresentar sua mesa.

 

“Me senti muito metida: cada coisinha é de algum lugar diferente! Hahaha! Juro que a intenção não foi parecer pedante, mas é que eu gosto de deixar as coisas de lugares que significaram muito perto de mim todos os dias.”

 

Vamos às fotos?

 

“Esse é o cantinho da bagunça: folhetos, livros, folhas soltas, blusas de frio, manual de redação da Folha, bloquinhos, tudo junto aí no canto. Ia arrumar pra fazer a foto, mas achei desonesto porque em um dia ele já voltaria a ser bagunçado de novo.”

 

“Antes só tinha o Saci, de São Luiz do Paraitinga (a cidade do Saci, rs). Aí a minha colega se desfez dessa bateria de brinquedo da Pepsi e eu peguei pra mim. Aí aproveitei pra trazer um violão de plástico transparente que eu tenho há um tempão em casa. Pronto, essa é a banda do Saci! :-)”

 

“Eu não tenho moringa como todo mundo que mostrou a mesa no seu blog :-( Eu uso as boas e velhas garrafinhas de plástico mesmo, fazer o quê (fica a dica pra quem quiser me dar uma bonita de presente). As garrafinhas costumam ficar aí, mas tirei pra você ver o porta caneta da Patagônia, minha primeira viagem pro Chile. A caneca que uso para tomar chá é da Austrália, estampada com uns desenhos de pintura rupestre de lá. Quem me deu foi o Edu Vessoni. E o ‘fonão’ do SBT que a Dani, minha chefe, me emprestou já que o meu tá falhando.”

 

“O fundo de tela é uma foto minha do Delta do Parnaíba pra dar uma animada nos dias frios. O monitor fica em cima de dois livros de fotografia daqui da redação: um de Fernando de Noronha e outro de paisagens do Brasil. A verdade não é tão bonita: eles estão aí para deixar o monitor mais alto mesmo rs. E dá-lhe post its espalhadinhos por aí.”

 
“Minha parte preferida. À direita, um postal de Paris que a Maíra me deu, com um textinho lindo atrás. Para melhor visualização clica aqui. Ao lado tem um postal de Sevilha, na Espanha, que eu mesma comprei, com uma foto linda dos pés de uma dançarina de flamenco, grudado no mural com mini-castanholas com ímã, que eu ganhei da Fernanda, uma amiga que morou dois anos na Espanha.
 
Ao lado, mais pra cima, tem uma tirinha da série ‘Quase Nada’, do Fábio Moon e Gabriel Bá, que sempre sai na Folha. Eu gosto dela porque a ‘moral’ da tirinha é ‘A falta de comunicação cria paredes invisíveis’. É tipo um lema que tento seguir e coloquei aqui pra me lembrar todos os dias. Para ver a tirinha melhor, clique aqui.
 
Do lado tem um outro postal, esse de São Luiz do Paraitinga, minha cidade preferida no mundo <3
Por fim, à esquerda de tudo, um último postal, com a foto de uma escultura de um artista israelense que eu amei mas, óbvio, não comprei porque era muito cara. O postal era mais em conta e deixei no mural pra marcar também de alguma forma a viagem mais incrível que eu já fiz (Israel).”
 
 
“Essa foto eu mandei por causa disso aqui. Tá até cortado na foto (à direita), mas é muito bom! Hahaha! Tá em cima do telefone e em cima da banda do saci tem um monte de site/telefone útil do trabalho mesmo.”

 

Para quem está se perguntando, a Dé é jornalista de viagem e por isso tem coisa de tantos lugares diferentes. Como eu já reclamei pessoalmente com ela, faltou alguma coisa dada por mim aí, rs. Mas ela me respondeu com a ótima desculpa que ela não quer correr o risco que roubem as lembracinhas que eu trouxe (ela lembrou de um marca livros do Chile e uma caixinha de fósforos da Argentina, por exemplo, que são fácinhas de sumir).

 

Acho que a Dé tem a mesa do sonho de muita gente: um lugar cheio de lembranças de viagens e de amigos. Eu particularmente amei a banda do Saci (como alguém podia jogar fora aquela mini bateria fofa?) e a foto no fundo de tela, tirada por ela mesma que tem muitas outras fotos animais.

 

Valeu pelas fotos, Dé! Semana que vem é a vez da Ana Carol, venha conhecida aqui do blog.

 

As fotos foram feitas pela própria Débora e eu coloquei o filtro Earlybird do Instragram.

No comments

  1. É um absurdo o pessoal que escreve no blog da Melissa não falar dos imãs superlegais que a chefia traz das viagens que faz, especialmente pra pessoa em questão. Ou vc acha, Mê, que eu trouxe esse ‘Healing’ dos índios do Canadá à toa pra menina aí? Spice Girls forever! ;-)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *